segunda-feira, 16 de agosto de 2010

As minhas capas preferidas de Madonna

Caso alguém ainda não esteja sabendo, hoje, dia 16 de agosto, é aniversário de Madonna. Para comemorar, estou fazendo vários posts especiais nesta data. Este é sobre uma singela lista das capas mais legais da rainha do pop, segundo a minha opinião, é claro. Vamos lá, escolha sua favorita e comente sobre ela, mesmo que ela não esteja no meu top 5.

5 - Celebration

Não foram tiradas fotos inéditas para promover essa coletânea, mas o artista plástico Mr. Brainwash fez um trabalho pra lá de digno, com referências ao grafiti e à arte que Andy Warhol fez de Marilyn Monroe. Ou seja, reafirmou como Madonna é um ícone de várias gerações em uma capa colorida e que ainda faz uma colagem de trechos de hits da loira. Genial.

4 - Madonna

O primeiro álbum tem uma capa simples e já mostrava a tendência da cantora de mostrar mais o lado esquerdo do rosto nas fotos – não me pergunte o motivo. Foi o visual dessa época que marcou uma geração de wannabes e que está, inclusive, de volta às passarelas.

3 - Like a prayer

Única capa sem nenhum pedacinho do rosto de Madonna. O disco é, basicamente, sobre amor, família e catolicismo. E isso explica a capa, pois para a mãe da cantora – uma católica fervorosa – mulheres que vestiam jeans eram vulgares. “Like a prayer” é o álbum, ou pelo menos o hit, que une todas as gerações de fãs.

2 - Ray of ligth

Com essa linda e simples foto de Mario Testino, Madonna mudou bastante a estética do final dos anos 90. Cabelo cacheado e letras sobre espiritualidade no mundo onde o sucesso pop do momento era Britney vestida de colegial? A aposta deu muito certo e, apesar da pegada eletrônica, as músicas têm tudo a ver com essa capa, que é séria, neutra e calma.

1 - Confessions on a dance floor
Mas nenhuma representa melhor o espírito do disco do que essa. Além das cores serem ótimas – vibrantes e harmoniosas – Madonna aparece ruiva, de costas e de corpo inteiro, ou seja, três coisas inéditas ao mesmo tempo. Isso sem falar que a tipografia virou mania em 2005 e que a parte branca é a letra real da cantora. Uma capa ótima de ficar olhando enquanto ouvimos o CD e que fica bonitona no iPod também!

Qual sua capa favorita?

2 comentários:

Rossane Setnara disse...

A capa de Confessions on a dance floor realmente é linda, bem colorida e a cor do cabelo é maravilhosa. Entretanto considerei Celebration a melhor das 5, pois sou fã da pop art.

Jock Dean disse...

A do Celebration de fato me encanta pelo referencial a Andy Warhol, mas acho a do Confessions tão conceitual. Gosto das cores, da temática. Enfim, vindo de Madonna, tudo é incrível, Rossane.

Postar um comentário